sábado, 19 de janeiro de 2008

Qual o momento certo pra engravidar????



Deixei no blog uma pesquisa de opinião sobre a idade ideal para uma mulher engravidar. Confesso que a fiz com o intuito de me aconselhar com vocês! Será que fiz certo deixar pra engravidar depois de ter me formado, pós-graduado, namorado bastante, feito algumas viagenzinhas básicas (não tantas quanto eu gostaria!), ter mais de 30 anos? Putz grilla!!! Não sei! Mas eu não deveria saber? Justo agora, que tenho mais de 30 anos eu não deveria estar segura das opções que fiz? Já não deveria estar madura o suficiente pra reconhecer o meu momento ideal? Será que essa é mesmo uma decisão só minha? Ou, ela deve ser definida pelo casal? Mas não é a minha estrutura de vida que será a mais afetada e que, portanto, no mínimo, a minha opinião deve ter um peso maior? Ou tô sendo muito egoísta e pretenciosa? Vai me desculpar o termo, mas puta que pariu!!!! é muita responsabilidade pra um corpo só!

Bom, vamos começar do começo: sempre fui muito maternal. Sempre gostei de crianças, e elas de mim....chega a ser engraçado, mas as crianças me tratam como uma igual! Juro! E explico: se vou na casa de uns amigos que têm filho, pode apostar que em meia hora o minúsculo ser já tá me convidando pra ir brincar com ele no seu quarto, tipo assim: "aqui não é lugar pra nós!". Se tô num restaurante, e tem criança na mesa ao lado, é certo que ela vai ficar me olhando, sorrindo, e por muito pouco não chama pra ir pro playground. É um grude! Por isso, é óbvio que sempre pensei em ter filhos. Pensei...nunca saiu do plano mental, nunca me pareceu uma coisa que realmente fosse acontecer comigo, parecia um sonho muito distante...do tipo comprar uma casa em Búzios( pelo menos pra mim isso foi e continua bem distante), mas nem por isso impossível.

O mais interessante, é que, antes dos 30, esse sonho nunca chegou nem perto de se tornar possível. Sempre tinha algo muito importante pra acontecer e pra fazer; muito nova, muito o que estudar, muito trabalho, dinheiro insuficiente (sempre pensei num filho como um projeto pessoal, individual, onde só eu tinha a responsabilidade de cuidar, criar e prover!!!! acho que não mudei muito quanto a isso...) e o mais importante, não tinha encontrado o pai ideal (fator elementar!!!)
Quando pensava em mim com 30 anos, a imagem era de uma mulher linda! óbvio! vestida num tubinho preto justérrimo, óculos Jack Kennedy e dirigindo nada mais, nada menos do que um conversível chiquérrimo!!!!! Logo, com todo esse imaginário potencial de sucesso e felicidade, nada mais natural do que apartir desse momento eu estalar os dedos, como quem esfrega a garrafa e liberta um gênio preso há milhares de anos e tem um desejo concedido, para ter meu baby gorducho nos braços!
Não vou enganar ninguém, eu acreditei que isso iria acontecer, só que pro meu desespero a verdade passou longe. E a frustração veio a galope! Ok, não sou nenhuma fracassada, tive grandes conquistas: me formei numa universidade federal, fiz pós-graduação, especialização, trabalhei, ganhei dinheiro (mas não o suficiente pra comprar o conversível!), encontrei um cara legal, com grandes chances de ser pai do meu filho(a).

Mas hoje, não tenho a menor possibilidade de, sozinha, cuidar, criar e prover o sustento do rebento! Isso por si só, pra mim, já foi uma grande desilusão! Mas o pior mesmo, é quando você percebe que não é suficiente tomar a decisão de ter esse bebê. O pior é quando você constata que vai ter que se decidir logo, porque a idade começa a ser um fator importante e que, mesmo arriscando decidir sem ter a certeza absoluta, você não consegue o que pretendia!!! Engravidei 3 vezes, e perdi nas três!

Agora dá pra entender porque não sei se tomei a decisão certa de engravidar depois dos 30 né? Hoje, eu acho que deveria ter tentado engravidar antes. Mas puxa vida, engravidar de quem? Conheci meu marido com 27 anos, mas não ia sair embuchando de um cara que eu mal conheço, pombas! Nunca vou saber como teria sido! Isso é frustrante! Mas o mais frustrante mesmo.....é nunca ter certeza de nada! é ter que arriscar sempre! mesmo depois dos 30 anos......

4 comentários:

Emília disse...

Também estou na casa dos 30!! Adoro crianças e tenho muita vontade de ter uma, meu marido também quer...mas são tantos fatores, que vamos adiando...lendo seu blog fiquei pensando quando vai ser o melhor momento...Bom, já viu que não posso te ajudar muito rss! Tudo de bom pra você!! Gostei muito do seu blog. Beijinhos

Anônimo disse...

Mas que mararavilha esse blog ficou muito bom mesmo!!!!!
Agora sim ta mais a tua cara!
Ao ler teu último texto me lembrei da música com o Pedro Bial "Filtro Solar" onde ele diz que as pessoas mais incríveis que ele conhecia, aos 40 anos, ainda não sabiam o que queriam.
Aos 20 a dúvida é..que profissão quero seguir, lá por volta de 25 e 27 anos.. será que ele/ ela é a pessoa com quem quero passar a vida toda?
Aos 30 e se é hora certa pra ter filho e aos 40 voltamos a rever tudo o que fazemos e alguns ainda tentam resgatar as aventuras que não foram feitas.
Difícil não é decir entre isso ou aquilo e sim VIVER!!!!!
Mas como seria a vida se todas as respostas viessem prontas???
Bjus
Bruna Chocolate.

Lini disse...

Ainda nos meus 25 anos cai na real de que querer assumir todas as responsabilidades sem contar com o marido é um grande erro! Somos uma só!

Anônimo disse...

Ok.. te entendi...

mas sonhar por sonhar, imaginar por imaginar... eu me imaginava aos 30, médica, casada, com dois filhos e com o consultório dentro de casa pra poder cuidar deles de perto.

Ou seja, por mais diferente que seja a realidade, vc vê que eu já imaginava ter dois filhos.

A hora no mundo