domingo, 20 de janeiro de 2008

O palhaço e a grandalhona

Estava eu dando uma passeada pela web e encontrei um blog muito legal e muito bem feito www.tudopalhaco.blogspot.com.br. Vale a pena visitar. Foi, inclusive, indicado ao prêmio Ibest na categoria variedade. Dei muita risada, mas como já sou uma pimenta conservada consegui me segurar e não cheguei a fazer xixi. As donas do blog, obviamente chamam todos os homens de palhaços. Resolvi enviar pro blog uma, das muitas histórias de palhaços que conheço, e estou colocando também aqui, afinal história de palhaço tem que ser espalhada aos quatro cantos pra gente não esquecer como tem que lidar com eles, aí vai:


Bom, essa é de um amigo palhaco, quase um irmão palhaço, muito querido, mas que não dá uma dentro! Tá sempre metendo os pés pelas mãos. Tenho muitas dele pra contar!!


Pois bem, o palhaço, que quase nunca pega ninguém, nem gripe; um dia deu sorte de uma colega nossa ter tomado todas e, sem cerimônia, numa boate, pegou o cara de jeito. O detalhe: ele deve ter no máximo 1,60m de altura e ela 1,80, mais o salto!!! Os dois se grudaram de um jeito que todo mundo em volta, ficava olhando, pasmos, para a cena despudorada; era mão pra cá, lingua pra lá, esfrega isso naquilo...lá pelas tantas, os seguranças os "aconselharam", gentilmente, a maneirar ou se retirar, caso não fosse possível manter um comportamente mais decente....óbviamente, como era o álcool que dominava aqueles corpos...eles saíram da boate! Até aí eu vi tudo!!! Ninguém me contou não. Já o depois foi contado e confirmado por ambos os protagonistas!!


Meu amigo palhaço, um italiano carcamano, olhou o relógio: quase cinco da manhã! Pensou, não vale a pena gastar dinheiro com motel.......até tentou continuar os arretos no carro, mas com aquele mulherão!... não tinha jeito de se posicionar direito dentro do carro...acabou levando a grandalhona pro seu apartamento. Outro detalhe: ele mora com a mãe, uma senhora, viúva há mais de 20 anos, que costuma fazer trabalhos manuais à noite! Chegaram no apê, tudo escuro e em silêncio..beleza! A grandalhona, tarada, bêbada e loca - e com um histórico bastante conhecido de dar mais que xuxu em cerca - voltou a grudar o palhaço ali no hall de entrada mesmo! Dali sairam cambaleando ao beijos e esfregadas pela sala a dentro! Se jogaram no sofá, branco!!! e a putaria rolou solta!!!! ele já tava tirando a calça da moça, quando dá uma olhadinha rápida para porta da cozinha, e percebe que tem um vulto estranho andando de um lado pro outro. Firma mais o olhar e percebe, pelo cabeção ( a mãe dele tem aqueles cabelos tipo vassoura piaçava), que tem mais gente no recinto! Parou tudo...em parte de vergonha, em parte porque broxou! Ascendeu a luz do abajur na hora! e chamou a véia! A grandalhona, coitada, não entendeu nada, só percebeu que a situação não era normal porque se deu conta que tava relativamente pelada, embaixo de um cara muito do palhaço - também meio pelado - na frente de uma senhora com um cabelão de bruxa, de pijama e que segurava um copo de água na mão.

Mas, como eu disse, a grandalhona era rodada, não se intimidou muito, sentou no sofá, botou uma almofada no colo e se apresentou pra "sogrinha". A pobre da véia, desconcertada, sem saber se enxotava a desavergonhada da sua casa e caia de pau em cima do filho ou se, se fazia de desavisada, optou pela segunda alternativa, e ainda fez um pouquinho de sala, mas tratou logo de sair correndo dali, alegando estar com muito sono e já ser muito tarde e deixou os dois a vontade!


A grandalhona, aceitou de bom grado a hospitalidade da gringa e mais que depressa puxou o palhaço pro compromisso inacabado e caíram de novo na gandaia...abriram uma garrafa de vinho, derrubaram no sofá...o sofá branco da véia.....até que decidiram que pra não correrem o risco de serem interrompidos de novo, pela mãe do palhaço, que não tinha nada que ter sede no meio da noite....e foram pro quarto dele....E, como estavam pra lá de a vontade, passearam pelados pelo corredor da casa...e, "no picadeiro do palhaço" continuaram a esfregação. Mas não é que na hora H o imbecil do palhaço não tinha camisinha? Ficou todo nervoso, já tava quase se conformando de que aquela, realmente, não era a sua noite, quando a grandalhona, rodada, saca uma quantas de dentro da bolsa. Que virada de sorte do destino...o palhacildo que não conseguia comer nada além da lasanha da Mama, além de ser fisgado por uma circense consegue finalizar a noite em grande estilo! Mas só porque a danada, embora loca, bêbada, tarada e grandalhona é previnida!!!!

Um comentário:

Anônimo disse...

Só tenho uma coisa pra dizer:
Só podia ser pentelheco mesmo!!!
hahahahahah!!!!!!!!!!!!!!!!
Bjus
Bruna Chocolate

A hora no mundo